Você sabia que a gasolina é obtida através do refinamento e do craqueamento do petróleo, sendo composta por uma mistura de hidrocarbonetos com cinco a dez átomos de carbono na cadeia?

Sabia também que, dessa forma, a qualidade da gasolina varia de acordo com os hidrocarbonetos que a compõem? Nesse post falaremos sobre a classificação e a qualidade da gasolina, de acordo com sua composição. Confira!

Classificação da gasolina por tipos

A gasolina se classifica de acordo com seu Índice de Octano, ou seja, quanto mais resistente a compressão (maior índice de octanagem), melhor é a gasolina.

Existem vários tipos de gasolina no mercado e a adição de álcool gera um tipo de classificação do combustível, que pode ser A ou C:

  • Gasolina A:  é a produzida nas refinarias ou petroquímicas e não possui etanol. Sua densidade, em geral, varia de 700 a 770 g/L;
  • Gasolina C: é comercializada nos postos e recebe adição de etanol pelas distribuidoras. Sua densidade, em geral, varia de 718 a 775 g/L.

Classificação por componentes

De acordo com os componentes e com a qualidade, a classificação da gasolina brasileira, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), é feita da seguinte forma: 

Gasolina Comum:

Possui coloração amarelada, índice de octanagem igual a 87, não possui aditivo e seu teor de enxofre máximo é de 50 ppm (gasolina S-50).

Gasolina Aditivada:

É igual à gasolina comum (mesmo índice de octanagem e mesmo teor de enxofre), porém, conforme o próprio nome indica, a gasolina aditivada possui aditivos detergentes e dispersantes que promovem a limpeza do sistema de combustível e dos bicos injetores.

Para diferenciá-la da gasolina comum, ela recebe a adição de um corante da cor desejada. Já a cor azul é usada na gasolina de aviação.

Segundo a  ANP, a legislação brasileira estabeleceu, por meio da publicação da Portaria nº 143 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que todos os tipos de gasolina devem receber adição de etanol anidro com um porcentual de 25%. A margem de erro é de 1% para mais ou para menos.

Isso é feito porque o etanol evapora mais facilmente e funciona como um antidetonante, aumentando o índice de octanagem da gasolina.

Para a gasolina ser considerada de qualidade, ela precisa obedecer aos seguintes requisitos:

  • alto poder calorífico;
  • alta resistência à detonação;
  • volatilidade média;
  • ausência de impurezas.

Este post te ajudou a conhecer melhor a classificação e a qualidade da gasolina? Então, acesse as outras notícias e fique sempre por dentro dos assuntos relacionados a combustíveis.